Elamax Com 21 Comprimidos ANTICONCEPCIONAL

  • Seja o primeiro a avaliar este produto

  • De: R$21,95

    Por: R$19,32

     
    Elamax Com 21 Comprimidos ANTICONCEPCIONAL

    Promoção

    Descrição do produto


    ELAMAX C/ 21 COMPRIMIDOS ANTICONCEPCIONAL

    ACETATO DE CIPROTERONA + VALERATO DE ESTRADIOL

    IDENTIFICAÇÃO DO PRODUTO

    Forma farmacêutica e apresentação:

    Drágeas. Caixa com estojo calendário contendo 21 drágeas (11 brancas e 10 rosadas).

    Uso adulto.

    Composição:

    Cada drágea branca contém:

    Valerato de estradiol 2 mg

    Cada drágea rosada contém:

    Acetato de ciproterona 1 mg

    Valerato de estradiol 2 mg

    Excipientes: Lactose, celulose microcristalina, croscarmelose sódica, laurilsulfato de sódio, silicato de magnésio, estearato de magnésio, eudragit L100, dióxido de titânio, citrato de trietil e macrogol .

    INFORMAÇÕES À PACIENTE

    · ELAMAX é um repositor hormonal que tem sua ação iniciada durante o uso do primeiro ciclo de tratamento. Desde que tomado corretamente, os efeitos de ELAMAX permanecem durante todo o tempo de utilização.

    · Mantenha ELAMAX em temperatura ambiente (15 a 30°C) e protegido da umidade.

    · Prazo de validade: 24 meses a partir da data de fabricação. Não use produtos com a validade vencida, pois poderá perder os efeitos desejados.

    · Informe seu médico a ocorrência de gravidez na vigência do tratamento ou após seu uso. Informe ao médico se está amamentando. Nestes casos o produto está contra-indicado.

    · Siga a orientação do seu médico, respeitando sempre os horários, as doses e a duração do tratamento.

    Tome a drágea de ELAMAX com um copo de água, sem mastigar, e, de preferência, sempre no mesmo horário. A escolha da hora ficará a cargo da paciente, mas recomenda-se que seja logo após o café da manhã ou do jantar e daí para frente mantê-la a mais constante possível.

    · Não interrompa o tratamento sem o conhecimento do seu médico. O não cumprimento pode causar falhas na obtenção dos resultados.

    O aparecimento de sangramento vaginal durante as três semanas (21 dias) em que se realiza o tratamento não é motivo para interrupção do mesmo sem que o médico seja consultado.

    Nos casos em que houver o aparecimento de dor de cabeça tipo enxaqueca freqüente ou não, alterações repentinas na visão e audição, inchaços ou dores nas pernas e braços, dores ao respirar, tosse sem motivo aparente, sensação de dor e aperto no peito, imobilização forçada como por exemplo em acidentes, cirurgias já planejadas (6 semanas antes da data prevista), icterícia (pele amarelada), hepatite, coceira no corpo todo, aumento de ataques epiléticos e da pressão arterial e gravidez, deve-se interromper o tratamento e comunicar imediatamente ao médico.

    · Informe seu médico o aparecimento de reações desagradáveis como: náuseas, vômitos, fortes dores de cabeça, sensibilidade e dor nas mamas, aumento de peso, alterações do humor e do desejo sexual, e reações na pele. Estas reações tendem a desaparecer ou diminuir após 2 a 3 ciclos de tratamento.

    A medida que se prolonga o tratamento com ELAMAX, aumenta a ausência de sangramento durante a pausa de intervalo. Havendo suspeita de gravidez, interrompa o tratamento até que essa possibilidade seja excluída.

    Consulte o médico caso surja qualquer sintoma não habitual.

    · Mantenha todo medicamento fora do alcance das crianças.

    · ELAMAX pode ser ingerido juntamente com outros alimentos.

    Informe seu médico sobre qualquer outro medicamento que esteja usando, antes do início ou durante o tratamento , pois alguns podem diminuir o efeito de ELAMAX (vide Interações medicamentosas).

    · Contra-indicações: sensibilidade aos componentes da fórmula; gravidez comprovada ou suspeita; durante o período de aleitamento; pacientes com tromboflebite; doenças vasculares (cárdio e cerebral); alterações graves da função hepática (fígado); icterícia (pele amarelada); tumor de fígado, de mama ou ginecológico; sangramento vaginal de causa desconhecida; diabetes; herpes da gravidez; anemia falciforme; perda auditiva ou piora durante a gravidez; coceira acentuada durante a gravidez anterior; alterações do metabolismo das gorduras.

    · Precauções: antes de iniciar o tratamento com ELAMAX, deve ser feito um detalhado exame geral, um minucioso exame ginecológico e das mamas, e, excluída totalmente a possibilidade de estar grávida. Durante o tratamento prolongado com ELAMAX, é importante submeter-se a cada 6 meses a exames de controle.

    Informe ao médico se é diabética ou se tem tendência a diabetes, se tem pressão alta, epilepsia, varizes ou história anterior de inflamações nas veias das pernas, dificuldade de audição, esclerose múltipla, ou se já teve alguma das doenças apontadas nas contra-indicações. Em todos estes casos a paciente deverá ser mantida sob vigilância constante. Em caso de dúvida, consulte sempre o médico.

    · Não tome medicamento sem o conhecimento do seu médico. Pode ser perigoso para sua saúde.

    INFORMAÇÕES TÉCNICAS

    · Características: A associação estrógeno-progestágeno - ELAMAX - (valerato de estradiol - acetato de ciproterona) é eficaz no tratamento dos distúrbios do climatério promovidos por déficit hormonal que se caracteriza por sensação de calor, sudorese, alterações no sono, estados depressivos, irritabilidade, cefaléia e tontura. Exerce efeitos benéficos contra a atrofia da pele e mucosas, especialmente na região urogenital, assim como reduz a perda de massa óssea que acompanha a carência estrogênica.

    O acetato de ciproterona é um progestágeno com marcante ação antiandrogênica que não interfere no nível de lipoproteína sérica da paciente. Desta forma, o efeito terapêutico benéfico do valerato de estradiol sobre o metabolismo dos lipídios é exercido em toda sua extensão, fato que é vantajoso para as alterações arterioescleróticas do sistema cardiovascular.

    O valerato de estradiol une-se às proteínas plasmáticas de forma moderada até elevada. Seu metabolismo é principalmente hepático e a eliminação é basicamente renal.

    O acetato de ciproterona possui marcante metabolismo hepático com eliminação fundamentalmente renal.

    ELAMAX não é indicado para a contracepção.

    Indicações: Tratamento de reposição hormonal na sintomatologia climatérica, manifestações de involução da pele e do trato urogenital, estados depressivos do climatério, manifestações carenciais pós-ovariectomia em doenças não-carcinomatosas e prevenção de osteoporose pós-menopausa.

    Contra-indicações: Pacientes com hipersensibilidade ao medicamento; gravidez suspeita ou diagnosticada; durante o período de aleitamento; tromboflebite e distúrbios tromboembólicos ou antecedentes dos mesmos, bem como estados que predispõem a tais enfermidades; alterações graves da função hepática; tumores hepáticos (atual ou já tratado) e estrógeno-dependentes confirmados ou suspeitos; carcinomas de mama e dos genitais ou suspeita dos mesmos; hemorragia genital anormal não diagnosticada; endometriose; icterícia ou prurido gestacional grave; otosclerose agravada durante a gravidez anterior; distúrbios no metabolismo lipídico, antecedentes de herpes gestacional; anemia falciforme e diabetes grave com alteração vascular.

    Precauções: - Deve-se realizar história e exames clínico e ginecológico completos antes de prescrever o tratamento com ELAMAX. Atenção especial deve ser dedicada à pressão arterial, mamas, abdômen e órgãos pélvicos, assim como totalmente afastada a possibilidade de gravidez.

    - Gravidez: durante o tratamento com ELAMAX a paciente não deve engravidar. Para tanto deverá utilizar métodos não-hormonais de contracepção, com exceção dos métodos de ritmo (Ogino-Knaus) e da temperatura.

    - Hemorragias: a ocorrência de hemorragias vaginais durante as três semanas de uso do produto não é motivo para interromper o tratamento. Uma hemorragia leve pode desaparecer por si só. Se o sangramento tiver intensidade semelhante a da menstruação normal, o médico deve ser informado.

    -Ausência de hemorragia: o tratamento prolongado com ELAMAX aumenta a ausência de sangramento durante os sete dias de descanso. Se houver suspeita de gravidez, deve-se interromper a tomada e excluir tal possibilidade.

    - Durante tratamentos prolongados, a paciente deve submeter-se a completos exames de controle a cada 6 meses.

    - Deve-se estabelecer rigorosa vigilância caso a paciente apresente: antecedentes ou mesmo diabetes, hipertensão, varizes, otosclerose, esclerose múltipla, epilepsia, porfiria, tetania, coréia menor e antecedentes de flebite.

    - A medicação deve ser suspensa nos casos de ocorrência de cefaléia semelhante à enxaqueca, ou de cefaléias com freqüência e intensidade não habituais, perturbações repentinas da visão, audição ou de outros sentidos, sinais precursores de tromboflebites ou tromboembolias (edemas ou dores não habituais nas pernas, dor ao respirar, tosse de origem desconhecida), sensação de dor e constrição do tórax, cirurgias programadas (6 semanas de antecedência), imobilidade forçada, aparecimento de icterícia, hepatite, prurido generalizado, aumento de crises epiléticas, acentuada elevação da pressão arterial e gravidez.

    - Raramente foram observadas alterações hepáticas em pacientes sob uso prolongado de hormônios, que obriguem sua suspensão. Caso a paciente apresente dores abdominais intensas e constantes, deve-se considerar a existência de hepatopatia.

    Interações medicamentosas: - Barbitúricos, hidantoína, fenilbutazona, ampicilina, rifampicina e tetraciclina: quando administrados conjuntamente com ELAMAX podem diminuir a eficácia deste último.

    -Insulina ou outros antidiabéticos: os hormônios podem diminuir a tolerância à glicose, aumentando assim as necessidades de insulina ou outros medicamentos antidiabéticos orais.

    Reações adversas: Foram relatados casos de cefaléia, náuseas, vômitos, tensão mamária, alterações do peso, da libido e do humor.

    O tratamento prolongado pode aumentar a ausência de sangramento durante os sete dias de descanso.

    Posologia: Para se obter maior eficácia, ELAMAX deve ser administrado conforme as instruções, em intervalos diários que não ultrapassem 24 horas. As pacientes devem ser orientadas para tomar ELAMAX juntamente com pequena quantidade de líquido, sem mastigar e sempre à mesma hora escolhida do dia, de preferência após o café da manhã ou jantar.

    ELAMAX traz impresso em seu estojo-calendário os dias de uma semana completa (dom., seg., ter., qua., qui., sex., sáb.). Ao iniciar o tratamento perfure no dia da semana correspondente e começe pela drágea identificada (Início) no 5º dia do ciclo menstrual (5º dia de sangramento). Tome uma drágea diariamente, seguindo o sentido das setas impressas no estojo-calendário, até o término do mesmo (21 dias).

    Após o término das 21 drágeas de ELAMAX, deve-se fazer uma pausa de 7 dias, durante a qual deverá ocorrer sangramento semelhante à menstruação. Após este intervalo, salvo outra prescrição médica, reiniciar o tratamento com ELAMAX com a primeira drágea do estojo seguinte identificada como Início, no mesmo dia da semana que o estojo anterior, independente do sangramento ter cessado ou não.

    Caso de esquecimento: desde que não tenha passado 12 horas do horário escolhido para o tratamento, a paciente deve tomar a drágea de ELAMAX na mesma hora que perceber o esquecimento, e a próxima drágea no horário habitual.

    Superdosagem: Os sintomas incluem náuseas, vômitos e sangramento vaginal por supressão. O tratamento não é específico e, caso necessário, proceder a lavagem gástrica e tratamento geral de suporte.

    Venda sob prescrição médica.

    Reg. M.S. nº 1.0974.0234

    Farm. Resp.: Dr. Dante Alário Junior - CRF-SP nº 5.143

    Nº do lote, data de fabricação e prazo de validade: vide cartucho

    Fabricado e distribuído por:

    SANUS FARMACÊUTICA LTDA.

    Av. Paulo Ayres, 280

    Taboão da Serra - SP

    C.G.C.: 49.475.833./0001-06

    Indústria Brasileira

    Atendimento ao consumidor - 0800 115559

    Informações adicionais

    Código Interno 125652
    Fabricante Biolab Sanus
    Princípio Ativo Estradiol + Ciproterona
    Principal Indicação Contracepção oral.
    Contraindicações Vide Descrição do produto.
    Advertência ANVISA ESTE PRODUTO É UM MEDICAMENTO. SEU USO PODE TRAZER RISCOS. PROCURE UM MÉDICO E O FARMACÊUTICO. SE PERSISTIREM OS SINTOMAS, O MÉDICO DEVERÁ SER CONSULTADO. LEIA A BULA.
    Registro MS 1097400950012
    SAC 0800 115559
    Aviso Imagem meramente ilustrativa
    Nota:

    Tags do Produto

    Use espaços para separar as tags. E aspas simples (') para frases.